Exposições

O Chão de Graciliano

img_post01new

“Deve-se escrever da mesma maneira como as lavadeiras lá de Alagoas fazem seu ofício. Elas começam com uma primeira lavada, molham a roupa suja na beira da lagoa ou do riacho, torcem o pano, molham-no novamente, voltam a torcer. Colocam o anil, ensaboam e torcem uma, duas vezes. Depois enxaguam, dão mais uma molhada, agora jogando a água com a mão. Batem o pano na laje ou na pedra limpa, e dão mais uma torcida e mais outra, torcem até não pingar do pano uma só gota. Somente depois de feito tudo isso é que elas dependuram a roupa lavada na corda ou no varal, para secar. Pois quem se mete a escrever devia fazer a mesma coisa”.

“A palavra não foi feita para enfeitar, brilhar como ouro falso; a palavra foi feita para dizer.”

5064196705_4c8b5f8b21_z

Com a ajuda de materiais secos e de aspecto rústico, como pedras, gravetos cordas e barro a cenografia retratou a “secura” do ambiente descrito na obra de Graciliano Ramos.
Reprodução de fotos, documentos, edições estrangeiras, exibição do filme Vidas Secas e ensaio fotográfico de Tiago Santana davam uma mostra da obra.

O ensaio de Tiago Santana se tornou uma publicação com textos do Curador Audálio Dantas:

chao05

Exposição: O Chão de Graciliano

SESC Pompéia – SP
Fundação Pierre Chalito – Maceió – AL
Centro Cultural Banco do Nordeste – Fortaleza – CE
Fundação Joaquim Nabuco – Recife – PE

Curadoria – Audálio Dantas
Cenografia: Jefferson Duarte
Produção e Montagem: Candotti Cenografia

Realização – SESC – SP
Apoio – Governo do Estado de Alagoas
Prefeitura Municipal de Palmeira dos Índios
Museu Casa de Graciliano Ramos
Instituto de Estudos Brasileiros da Universidade de São Paulo – USP

www.graciliano.com.br

matérias:

www.literaturaonline.com.br/old/Graciliano/Graciliano.html


ATENÇÃO: Os comentários publicados nesta seção são de responsabilidade integral de seus autores e não representam a opinião da Celophane Cultural. Lembramos que não são permitidas mensagens com propagandas, conteúdos ofensivos, discriminatórios e desrespeitosos.


#OcupaSacy

jun 14, 2019

O Rouxinol e a Rosa

jun 13, 2019