Exposições

Estação Cartola

Para comemorar os 90 anos de nascimento de Cartola,  a exposição “Estação Cartola” trouxe  fotos, depoimentos e objetos de Cartola, como seu violão e originais de letras de música.

 

 

Foi montada ainda uma réplica do restaurante Zicartola, que o músico dirigiu no Rio de Janeiro nos anos 60 com sua mulher, dona Zica.

 

 

A história de Agenor de Oliveira, o Cartola, considerado por Nelson Cavaquinho e Paulinho da Viola o maior sambista do mundo. esteve entre os criadores da escola de samba Mangueira escolhendo, inclusive, seu nome e suas cores, compositor das imortais As Rosas Não Falam e O Mundo é um Moinho entre tantas outras. morreu aos 80 anos, em 30 de novembro de 1988

 

 

A Exposição foi remontada no SESC Pompéia para o lançamento do livro “Cartola 90 Anos”  do jornalista Arley Pereira,  que conviveu durante anos com o compositor. O livro traz a vida e a obra de Cartola, além de análises de sua importância na música popular brasileira.

 

 

Um show também marcou o lançamento com os sucessos de Cartola entre elas estão “As Rosas Não Falam”, “Acontece”, “Divina Dama”, “Tive Sim” e “Autonomia”. Os intérpretes foram Elton Medeiros e Márcia, com direção J.C. Botezelli, o “Pelão”. Um CD e DVD foram gravados ao vivo pelo selo SESC SP.  Pelão foi o produtor responsável pelo lançamento do primeiro disco de Cartola.

Espaço Cultural BNDES – RJ
SESC Pompéia – SP

Produção Executiva – Ana Cunha
Expografia e design – Vanessa Bitencourt
Coordenação de montagem: Celophane Cultural


ATENÇÃO: Os comentários publicados nesta seção são de responsabilidade integral de seus autores e não representam a opinião da Celophane Cultural. Lembramos que não são permitidas mensagens com propagandas, conteúdos ofensivos, discriminatórios e desrespeitosos.