Cenografia

Encontro de Culturas Populares e Tradicionais – SESC Itaquera

 

A convite do Marcelo Manzatti – presidente da Rede de Culturas Populares e Tradicionais, a Celophane Cultural teve o orgulho de criar e produzir a ambientação para o Encontro que reuniu as principais manifestações populares brasileiras, evento que rompeu o distanciamento geográfico para promover o encontro da diversidade.

 

 Maracatu-de-Baque-Solto-Leão-das-Cordilheiras-Lagoa-Itaenga-foto-Robson-B.-Sampaio


Maracatu de Baque Solto Leão das Cordilheiras (Lagoa Itaenga) foto Robson B Sampaio

 

Encontro de Culturas Populares e Tradicionais de 01 a 06 de outubro no SESC Itaquera, SP.

Consideradas por muito tempo como “folclore”, sem relevância frente à “verdadeira” cultura das “letras e das “belas artes”, as manifestações populares e tradicionais, hoje integradas às políticas públicas do MinC, reúnem neste Encontro seus produtores para discutir a consolidação e ampliação de seus direitos reconhecidos desde 2003, quando a cultura passou a ser entendida de modo amplo como universo simbólico que dá sentido ao convívio social, fator de desenvolvimento econômico e direito de cidadania. Por isso os colegiados setoriais das culturas populares e tradicionais do Conselho Nacional de Política Cultural, assim como a Comissão Nacional dos Pontos de Cultura, o Fórum e a Rede das Culturas Populares e Tradicionais fazem neste Encontro um balanço de conquistas e do que falta ainda alcançar.

Foram oficinas e as já tradicionais rodas de conversa, que abriram espaço para a troca de experiências entre os próprios produtores, permitindo a expansão da comunicação e do aprendizado recíproco. E, naturalmente, não poderiam faltar uma feira de artesanato nem a presença da festa, dos cortejos e dos ritos que são a forma tradicional de expressão das culturas populares e tradicionais. De Norte a Sul, o Brasil foi representado.

 

10276499295_e333b17953_z

 

Os Parceiros

Idealizado pela Rede das Culturas Populares e Tradicionais e resultado da parceria entre Sesc São Paulo, o Fórum para as Culturas Populares e Tradicionais, Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo e Ministério da Cultura, o Encontro conta com participação de representantes das Culturas Populares, Culturas Indígenas, Circo, Teatro de Rua, Culturas Afro-brasileiras e de Povos e Comunidades Tradicionais.

A Programação

A programação do Encontro de Culturas Populares e Tradicionais trouxe a diversidade cultural do Brasil, contemplando as manifestações indígenas, o teatro de mamulengo e de rua, as folias, o cavalo marinho, o jongo e samba de roda. Teve ainda grupos de maracatu, tambor de crioula, bumba meu boi, carimbó e fandango, entre outros.

Entre as atrações (grupos e artistas) tivemos: Pereira da Viola (MG) e Dinho Nascimento (SP); Ivanildo Vilanova (PE) e Zé Cardoso (CE); Pombas Urbanas (SP); Povo Kalapalo (MT); Afoxé Omo Orunmila (SP); Povos Tradicionais de Matriz Africana (SP); Irmandade de Nossa Senhora do Rosário de Justinópolis (MG); Mestre Valdeck de Garanhuns (SP); Mestres Jongueiros do Sudeste (SP/RJ/ES); Tambor de Crioula de Seu Teodoro (DF); Mestres do Fandango Caiçara (PR/SP); Folias de Roraima (RR); Mestres de Folguedos da Zona da Mata Pernambucana (PE); Povo Karajá (TO); Mestres do Carimbó do Pará (PA).

A programação incluiu ainda feira de artesanato, culinária tradicional (barracas de comidas tradicionais) e oficinas de culinária: Culinária Quilombola, Frutas do Brasil e Da Mandioca à Tapioca.

 

Por Ingrid Bezerra e Thiago Skárnio (Pontão Ganesha)

Encerramento com os mestres Foto: Ingrid Bezerra e Thiago Skárnio (Pontão Ganesha)

 

Site do Encontro: Culturas Populares

Idealização: Rede de culturas Populares e Tradicionais

 

A Ambientação

A ambientação proposta foi toda baseada em um elemento que amarra e costura as culturas populares como uma enorme colcha de retalhos, emoldurada por bambus e adornada com flores de papel e fitas coloridas. Podemos entende-la também como diversas pipas vindas de várias localidades do Brasil se encontrando, amarrando experiências, discutindo propostas em conjunto, cobrando as autoridades públicas o que é de direito.
Ao mesmo tempo ela é um estandarte/bandeira que pedirá licença, com a bênção de Nossa Senhor e dos Orixás, para entrar no SESC Itaquera e e mostrar que a cultura popular tradicional merece respeito.

 

Ficha Técnica

Realização: SESC Itaquera

Projeto da Ambientação: Jefferson Duarte Celophane Cultural

Produção e montagem: Renato Ribeiro – Cenografia Sustentável

Equipe de montagem:

Carol Daniele, Fernanda Milani, Karla Duarte, Haroldo Dias, Silas Xavier, Julio Fialho, Eduardo Correa, Marcelo Almeida.

Bonecões e decoração das mesas: Natasha Faria, do distrito de Joaquim Egídio – Campinas.

 


ATENÇÃO: Os comentários publicados nesta seção são de responsabilidade integral de seus autores e não representam a opinião da Celophane Cultural. Lembramos que não são permitidas mensagens com propagandas, conteúdos ofensivos, discriminatórios e desrespeitosos.